VICIADOS EM CORRIDA & CICLISMO: Estudo revela que personalidade e humor afetam na balança

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Estudo revela que personalidade e humor afetam na balança

Pesquisa foi feita por um grupo de pesquisadores norte-americanos do Instituto Nacional de Envelhecimento dos Estados Unidos

Apesar dos esforços em tentar manter uma refeição balanceada, existem pessoas que não conseguem completar uma dieta e, muitas vezes, acabam até ganhando mais gordura corporal do que quando começaram. Porém, pesquisadores norte-americanos descobriram que existe muito mais do que simplesmente força de vontade para seguir uma dieta.
Os disciplinados gostam de consumir alimentos saudáveis e fazem as refeições na hora certa. Foto: Vasile Bulgac/ stock.xchng
Os disciplinados gostam de consumir alimentos saudáveis e fazem as refeições na hora certa. Foto: Vasile Bulgac/ stock.xchng
A pesquisadora Angelina R. Sutin analisou os dados de 1988 pessoas em um período de 50 anos e descobriu que personalidade e humor influenciam muito na escolha dos alimentos que serão consumidos. O artigo, intitulado "Personality and Obesity Across the Adult Life Span" (Personalidade e Obesidade na vida adulta) foi publicada no jornal American Psychological Association.

Confira quais são os tipos de personalidade e no que elas influenciam no seu peso:

Impulsivos - Esses são os mais descontrolados na alimentação. O estudo mostrou que pessoas impulsivas pesavam, em média, 11 quilos a mais do que os disciplinados. Isso acontecer porque elas raramente pensam nas consequências que uma alimentação não saudável trará para a sua saúde. Além disso, é preciso muito esforço para conseguir seguir uma dieta de emagrecimento à risca.

Combativos - Pessoas que estão sempre irritadas e que raramente dão o braço a torcer também vivem em guerra com a balança. Isso ocorre porque o estresse libera uma grande quantidade do hormônio cortisol no organismo, que está diretamente ligado ao acúmulo de gordura. Além disso, pessoas com essa personalidade acabam consumindo alimentos ricos em açúcar e gordura, que liberam endorfina.

Depressivos - Um dos sintomas da doença psicológica é alterações no apetite, que pode levar a pessoa a comer mais ou menos, dependendo do período. Essa característica também faz com que depressivos passem pelo “efeito sanfona”, quando o indivíduo emagrece e engorda repetidas vezes.
Pessoas impulsivas raramente conseguem seguir uma dieta restrita. Foto: Ecilaecila/ stock.xchng
Pessoas impulsivas raramente conseguem seguir uma dieta restrita. Foto: Ecilaecila/ stock.xchn

Inseguros - Pessoas inseguras têm carência e baixa tolerância à frustrações, o que pode levar ao exagero alimentar.

Disciplinados - Pessoas disciplinadas tendem a comprar alimentos saudáveis e pouco calóricos, além de planejar as refeições e comer na hora certa. São as que melhor mantêm o peso ao longo dos anos. Segundo o estudo, essas pessoas tinham, em média, 4,5 quilos a menos do que os demais.
GOSTOU DESTA POSTAGEM, QUER RECEBER AS NOVIDADES EM PRIMEIRA MÃO? ENTÃO CADASTRE SEU E-MAIL LOGO ABAIXO:

Cadastre aqui seu email:

Cortesia de FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário